sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

COMO MORRE UM LEÃO

Como morre um Leão na selva? Dizem que os animais só brigam por comida, território e sexo. Ou seja. Comida e sexo, já que o território é a causa e comida e sexo o efeito. Mas um Leão, que tem por símbolo a força, o destemor, o ataque, como morre? Sempre vejo imagens de Leões, quando não estão correndo atrás da presa, estão tranquilos, serenos e até carinhosos. Obedientes à seus domínios, respeitam-se um pela predominância da força e liderança de outro. Humildade. Há os mais fortes e naturalmente os mais fracos, o que não quer dizer que a maioria dos outros animais não temam os Leões menos fortes. Por isso a figura do Leão é compreendida como "o rei", "o poder" ou "o que governa sobre os outros". A expressão "Leão de Judá" é utilizada principalmente pela doutrina religiosa dos Rastafari (Leão de Judah) e entre os evangélicos. Mas voltando ao termo inicial (do animal) dizem que o Leão é um animal respeitado desde o seu nascimento até a sua morte, pois é reconhecido entre os outros animais, por seu legado de liderança. Vive uma vida de lutas, de defesas, de honra ao lugar de destaque que lhe foi concedido naturalmente. Um bravo, mas não um agressivo sem sentido. Difícil ver mesmo em cativeiro um Leão esbravejando, rosnando, urrando descontroladamente. Naturalmente ele fica sério,  tranquilo e calmo. Mas é um Bravo no sentido amplo da palavra, e, quando em seu habitat,  traz uma justiça ao não matar por matar e sim, para atender a necessidade de si e dos seus. Um forte, na concepção de já nascer trazendo uma marca de coragem. Hoje, o que vimos no mundo é a covardia sendo destacada entre os homens, a deslealdade, falta de escrúpulos, vaidade de pessoas despreparadas para serem líderes, comandando os verdadeiros Leões, que infelizmente não vem sendo reconhecidos pelas pessoas. Prevalece infelizmente a síndrome da hiena, animal que espera a presa agonizar para atacar, com um semblante que lembra um sorriso sarcástico e cínico.   Corjas de hienas por todos os lados, roubando, levando terror, tentando embaralhar a paz existente entre as pessoas. Mas há homens que tem na sua essência a bravura e a dignidade de Leões. Mesmo em momentos difíceis, sabem que dentro de si há a essência do vencedor e o que importa são os passos que são observados pelos pequenos leões. Há também a reverência do macho à Leoa, lição que todos os homens devem aprender. Há homens com essa força, nisso reside minha esperança neste mundo. Voltando à pergunta inicial,  um Leão morre na selva sendo reverenciado pelos seus companheiros. Vive defendendo seu reinado e morre como sempre viveu,  um forte; abatido apenas pelo que não se pode vencer.

Nenhum comentário: